A cannabis hoje não é vista mais como vilã, mas como aliada em vários tratamentos, inclusive há diversas pesquisas analisando seus benefícios em quadros de saúde física e psicológica. E na sexualidade, será que ela é benéfica?

No Homem

A disfunção erétil (DE) é o distúrbio sexual masculino mais comum e existem mecanismos plausíveis que ligam o uso de cannabis a ele.

Estudos sugerem que há prevalência de disfunção erétil é duplicada em homens que usam maconha em comparação com aqueles que não usam.

Considerando que as causas da disfunção erétil podem ser psicológicas, orgânicas ou mais comumente uma mistura de ambas, podemos levantar a hipótese que a cannabis interfere no sistema endocanabinóide através da ligação de receptores no núcleo paraventricular do hipotálamo, que regula a função erétil e o comportamento sexual dos homens.

Esse mecanismo também pode explicar por que a maconha pode melhorar a função sexual em alguns pacientes com condições ou sintomas como depressão, transtorno de ansiedade e dor.

Até o momento há poucos estudos, mas considerando a alta prevalência do uso de cannabis e os potenciais efeitos nocivos à saúde sexual e geral dos homens, é necessário aumentar e aprimorar o conhecimento sobre esse tópico.

Na Mulher

Foi demonstrado que tanto os canabinóides exógenos como o tetra-hidrocanabinol (THC) quanto os canabinóides endógenos (endocanabinóides) influenciam as vias da gonadotrofina feminina e a sexualidade feminina. No entanto, a compreensão dos mecanismos e efeitos sobre a função sexual feminina é bem limitada.

Alguns estudos foram publicados para apoiar a hipótese de que a função sexual feminina é melhorada quando as mulheres usam maconha em doses moderadas, mas se constatou que depende da dose. Pesquisas afirmam que doses mais baixas melhoram o desejo, porém doses mais altas reduzem o desejo ou até mesmo, não o afetam..

Ao avaliar o prazer sexual, a maioria dos estudos mostra que a maconha tem um efeito positivo. Seu uso no sexo também tem sido associado ao prolongamento do orgasmo ou à melhoria da qualidade orgásmica. A melhora na lubrificação vaginal também não pode ser excluída, com um efeito no fluxo sanguíneo vaginal.

O uso de cannabis está associado a atividade sexual precoce e mais frequente, com parceiros sexuais múltiplos e ocasionais; uso de contraceptivos inadequado e diagnóstico de infecções sexualmente transmissíveis, não demostrando benefícios e sim prejuízos.

As conclusões quanto aos efeitos da canabis na sexualidade ainda são bem limitados, e depende de organismo para organismo, da dosagem e de outras variáveis. Se você acredita que ela pode estar interferindo negativamente, procure um profissional especializado para realizar exames e o devido diagnóstico. Na dúvida, pode ser melhor não a utilizar.

Lynn BK, Lopez JD, Miller C, et al. The relationship between marijuana use prior to sex and sexual function in women.

Pizzol D, Demurtas J, Stubbs B, Soysal P, Mason C, Isik AT, Solmi M, Smith L, Veronese N. Relationship Between Cannabis Use and Erectile Dysfunction: A Systematic Review and Meta-Analysis.

alexandrepifer

Psicólogo (crp 07/21909), Hipnólogo e Psicoterapeuta Sexual. Seus conhecimentos transcendem a Psicologia, chegando a Hipnose, Programação Neurolinguística e outras formas de terapia de Alto Desempenho. Atua desde 2013 com terapias online, atendendo pessoas de todos os países de língua portuguesa.

Visite-nos nas Redes Sociais:

Visite-nos nas Redes Sociais:

A Terapiando

A Terapiando iniciou suas atividades em 2013 com o pé em inovação, investindo em serviços pouco conhecidos no mercado como o Atendimento Psicológico Domiciliar e o inovador Atendimento Online. É considerada uma precursora dos tratamentos virtuais no Brasil

Desde seu nascimento, investe pesado em tecnologias para proporcionar os melhores tratamentos do mercado. A Excelência é nossa peça chave. Atualmente contamos com as mais modernas tecnologias de tratamento psicológico disponíveis no mercado, além das desenvolvidas por nós.

Receba nossa Newsletter

© 2019 Terapiando, All Rights Reserved.

© 2019 Terapiando, All Rights Reserved.